segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Despedida number one!

Bem, como vos prometi um dia, as histórias da minha despedida de Sevilla iniciam-se.
Não tenho nem uma, nem duas, mas três despedidas! As últimas semanas foram duras...entre deitar-me às 05h e ter que acordar às 07h para ir trabalhar e a descoberta de uma nova bebida...posso dizer que exigiu muito sacrifício, empenho e esforço da minha parte porque eu nem gosto de dançar e de festas (só por si acaso e o meu Ninja vem ler isto).
Pois então! Numa sexta-feira, os amigos mais chegados organizaram-me uma festarola. Teve direito a mexicano, ao rapaz do restaurante dizer que eu era mexicana porque tinha sotaque del Mejico e desatarmos todos a rir, a fotos, algumas bebidas (ai, só uma! - para o caso de o Ninja chegar a esta parte...), prendas, gargalhadas, música e animação. Encheram-me de mimos e regalitos todos com um significado especial e concreto.

(parece mesmo o meu gatito, até tem a cauda cortada)

(um porta-retratos...um carro porque consegui avariar 2 num mês)
Terminámos de comer já seríam umas 02h da matina. Fomos ao Casino, uma das discotecas mais badaladas de Sevilla City. Muito glamour, gente gira, alguma gente feia mas com guita, mojitos e dança! Aquilo estava muito tecno e bazámos de lá.
  • A próxima fase já foi complicada, não me lembro bem do nome da discoteca (é que estava escuro e os neóns não iluminavam como teria que ser...tá Ninja?) e foi um must! A música muito à frente, espanholada e estilo caribe bem adequada a quem gosta de mexer la cadena. Nós as gaijas intercalámos a festa entre o bailarico e as (muitas) idas à casa-de-banho (o que era uma proeza porque tínhamos que descer um sem fim de escadarias). E nesta grande discoteca descobrimos os chopitos (que é como quem diz shots) de vodka caramelizado. Gostei tanto, tanto, que já não quero repetir...é que me caíram um pouco mal, não sei, acho que me fizeram azia ao dia seguinte. Mas uma azia enorme que me durou todo o dia...
De referir que durante esta estadia na disco, houve um Sr. Gordo (não que tenha algo contra as Pessoas com Maior Volume de Massa Corporal para ser Amado) que se estava a tornar um empecilho porque passava e olhava com ar de matador e a mim só me dava para rir e aos outros para gozarem comigo. E como eu me ria, ele achava que estava a ser bem sucedido (Ninja ali só havia gente feia, mas feia, feia, com pouco cabelo, verrugas no nariz, dentes a atirar para o amarelo torrado, uma tristeza - é que se se entusiasma com a leitura chega de certeza a esta parte).
E foi assim a minha primeira despedida desde Sevilla. Gira, não? Pués yo me quedé con muy buenos recuerdos...hemos salido felices y contentos por habermos pasado una noche tan especial entre amigos españolitos que yo jamás iré olvidar.

3 comentários:

Anónimo disse...

linda, não sabia que te tinhas ido embora...mas tás bem,não tás?? já tavas farta,né??bjs mt gands.adoro-t mt mt mt

Coisa Boa disse...

Uma pessoa como tu, deixa muitas saudades!!!

mayte disse...

Desde que te conocí, me estuve preparando para tu despedida y cuando llegó, lo pasé fatal!!nunca se está preparada para nada.Pero ahora sé que aunque estemos lejos, siempre estaremos muy cerca!!
Nunca olvidaré los grandes momentos que hemos pasado juntas y seguro que nos quedan muchos por disfrutar!
Te quiero mucho guapetona y que todo te vaya genial.