quinta-feira, 28 de abril de 2011

Electricidade estática volta a atacar! Digo eu...

No trabalho. Tento ligar o computador no botão. Não liga, nem se digna a fazer um barulhinho que seja como que a dizer "Vou arrancar". Vejo se está ligado à tomada, se todos os cabos estão bem ligados e conectados para não fazer figura de parva. Tudo perfeito. Volto a tentar. Nada. E outra vez no botão. Outra vez, nada. Mais uma vez, os cabos. Tudo OK. Ligo finalmente à informática "Acho que está avariado, não dá nada, nada. Passas aqui?" Chega e carrega no botão. E não é que o filho da p#%$ do computador arranca logo à primeira????

Ando preocupada...

E agora por aquilo que, se calhar é uma coisinha de nada, acagaço-me toda...

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Ritmo que gosto

Voltei ao ritmo alucinante de sempre. Gosto, mas que custou e moeu no corpo... Upa, upa...

quinta-feira, 14 de abril de 2011

sábado, 9 de abril de 2011

Tadinha...

A minha gata foi operada. Há 4 anos que já o devíamos ter feito. Começou a ter ataques "Naquela" semana. Até pensámos que era mais que coincidência e sentía o nosso nervosismo. Foi ao veterinário e disse-nos que tinha que começar a descartar hipóteses antes de considerar que sería epilética.
Foi operada e retirou os ovários e útero.O médico disse que se tivesse quistos que poderiam estar a provocar esses ataques. E tinha. Pelos vistos estava cheia deles, mas nada de preocupante. Uff...
Nervosa como é, foi uma festa a primeira vez que tentou andar cá em casa depois da operação. Dava guinchos e mostrava os dentes cá com uma pinta!! Depois caía para o lado (ainda com a anestesia) com as patas rígidas e ali ficava a guinchar e soprar e a mostrar os seus nervos e frustração.
E tinha um funil no pescoço. Tinha, porque o Ninja Dono tirou-lho "Ah fica melhor assim e pode dormir". Esquece-se é que ela vai tentar lamber a costura...mas hoje dormiu com ela para controlar as coisas. Trocou-me é o que é.
Para além do funil, tem uma rede no corpo. Parece um paio!!
Tadinha...nós sabemos que tudo é para o bem dela, mas ela não...e assim que pode, lá tenta andar toda desengonçada e vem aconchegar-se em nós.
As melhoras minha gata.
P.S. De salientar que o Blacky está a portar-se como só ele sabe. Vai atrás dela para todo o lado como seu protector, mas não se aproxima muito dela. Só fica a ver se ela está bem. E não desarma. O máximo!

terça-feira, 5 de abril de 2011

Que infância mais feliz!

No outro dia estive a ver fotos de quando era bébe. Fotos antigas, giras e cheias de recordações. Fotos não só minhas. Do meu pai (um "trinca-espinhas" de cabelo -naquela altura, ainda - preto), da minha mãe (o que me pareço com ela!!!! Gira que só ela sabe ser!), do meu irmão (ahahahah, tão querido, ele e o seu cabelo à tigela...e já naquela altura pousava maravilhosamente bem para as fotos - sim, sim, é mais do género private joke), a minha prima, os meus avôs, tios, até a Nina(!) a cadela,etc,etc,etc.
E eu também tive várias fases. A fase da bébe balofa, da queriducha, da descoberta da moda, dos animais, do cabelo à toina...mas sempre com um sorriso na cara!
Que tempo tão bom...nada de preocupações, tristezas, stresses, angústias. Antes, brincadeira, convívio, alegria, despreocupação...era tão bom...são sem dúvida os melhores tempos que uma criança feliz e num lar completo pode ter.